Ao Vivo
 
 
Siga ao vivo

Educação e Cultura

Comissão Diocesana da Pastoral Familiar realiza encontro formativo em Padre Marcos Piauí

Comissão Diocesana da Pastoral Familiar realiza encontro formativo em Padre Marcos Piauí

Atendendo convocação do Padre Fernando Amando, pároco da Paróquia Santo Antônio, a Comissão Diocesana da Pastoral Familiar de Picos, realizou encontro formativo nesse domingo, dia 04 de março na cidade de Padre Marcos Piauí. Este encontro faz parte de uma agenda diocesana, para implantação e animação da Pastoral Familiar em todas as Paróquias e Áreas Pastorais da Diocese de Picos, especialmente neste ano de 2018. As atividades iniciaram as 09:00hs, com a acolhida dos casais convidados, feita pelo casal Paulo e Chesma, na sequência o Padre Fernando Amando, destacou a importância da formação dos agentes da pastoral, e disse ser um sonho a retomada das atividades da Pastoral Familiar na Paróquia. Logo em seguida houve a oração inicial, motivada pelo casal Casemiro e Amparo. Dando continuidade as atividades, o casal Daniel Jorge e Maria Sátira conduziu a primeira palestra do encontro. Durante a palestra os participantes tiveram a oportunidade de compreenderem melhor: o que é a Pastoral Familiar? Qual o objetivo geral e específico da Pastoral Familiar? Como está organizada a Pastoral Familiar? Quem é convocado a ajudar a Pastoral Familiar? Como ser um agente da Pastoral Familiar? E os documentos que fundamental a atuação da Pastoral Familiar junto às paróquias, áreas pastorais e comunidades. No segundo momento, houve a exposição dos 08 temas que compõe o Guia de Implantação da Pastoral Familiar. Essa palestra foi conduzida pelo casal Gilson e Eliane. Em seguida foram feitos os encaminhamentos com a formação da equipe que irá coordenar junto com o padre o estudo do Guia de Implantação em Padre Marcos Piauí. Conforme decisão da equipe será realizado dois encontros por mês. Desta forma, a Comissão Diocesana retorna a Paróquia Santo Antônio para um encontro de avaliação e para oficializar a implantação da Pastoral Familiar no dia 22 de julho de 2018. A animação do encontro ficou por conta do casal Zico e Neguinha. Confira o álbum de fotos AQUI EQUIPE DIOCESANA EM SANTA CRUZ DO PIAUÍ No sábado dia 03 de março, integrantes da Comissão Diocesana da Pastoral Familiar de Picos, participaram da Assembleia Paroquial de Pastoral na Paróquia Senhora Sant’Ana em Santa Cruz do Piauí. Atendendo convite do Padre Antônio Cristo, os membros da equipe diocesana ministraram palestra com o tema: “A vocação e missão da família”. Durante a exposição, foi destacada a prioridade da Diocese de Picos durante este ano, que consiste na implantação e animação da Pastoral Familiar. Ao final da palestra, o padre Antônio Cristo consultou a assembleia sobre a possibilidade da implantação da pastoral na paróquia, e de forma entusiasmada os participantes foram favoráveis à implantação. Em breve a Comissão Diocesana retorna a Santa Cruz do Piauí, para dar inicio o processo de formação da equipe paroquial da Pastoral Familiar. EQUPE DIOCESANA EM SÃO JOSÉ OPERÁRIO Ainda no sábado dia 03 de março, a Comissão Diocesana da Pastoral Familiar de Picos, também esteve presente na Assembleia Paroquial de Pastoral da Paróquia São José Operário em Picos, onde acompanhou a apresentação do plano de ação da Pastoral Familiar paroquial, previsto para os próximos 4 anos. Ao final da exposição conduzida pelo casal Jodson e Lourdes – coordenador da equipe paroquial, o Padre Francisco de Assis convidou o agente da equipe diocesana – Daniel Jorge, que entre outras reflexões, destacou as motivações da Diocese de Picos em priorizar a implantação e animação da Pastoral Familiar neste ano de 2018. EQUIPE DIOCESANA EM FRONTEIRAS No domingo dia 25 de fevereiro, integrantes da Comissão Diocesana da Pastoral Familiar de Picos, realizaram encontro de formação para implantação da Pastoral Familiar na Paróquia Nossa Senhora do Perpetuo Socorro em Fronteiras – Piauí. Estiveram presentes casais do ECC – Encontro de Casais Cristo e o pároco de Fronteiras – Padre Gregório Leal Lustosa, que também é diretor espiritual da equipe Diocesana da Pastoral Familiar. Após a exposição, os casais que estavam presentes se comprometeram em estudar os 08 encontros sugeridos pelo Guia de Implantação. O retorno para avaliação e implantação ficou marcado para o dia 07 de julho de 2018.  EQUIPE DIOCESANA EM SANTANA DO PIAUÍ No sábado dia 24 de fevereiro, atendendo convite do Padre José Mairton, integrantes da Comissão Diocesana da Pastoral Familiar de Picos, participaram da Assembleia de Pastoral, que contou com a presença de animadores das Áreas Pastorais de São Pedro – Santana do Piauí e São José – São José do Piauí. A Assembleia aconteceu na cidade de Santana do Piauí. Na oportunidade foi apresentada a proposta de implantação da Pastoral Familiar, e ao final da apresentação, foram criadas duas equipes – uma em Santana e outra em São José – que irão conduzir o estudo do Guia de Implantação. A data de retorno para avaliar e oficializar a implantação da Pastoral Familiar será confirmada posteriormente, mediante articulação das equipes locais. Por Daniel Jorge
Comissão Diocesana realiza XIII Assembleia Geral Ordinária da Pastoral Familiar de Picos

Comissão Diocesana realiza XIII Assembleia Geral Ordinária da Pastoral Familiar de Picos

A Comissão Diocesana da Pastoral Familiar de Picos realizou nesse domingo, dia 04 de fevereiro, no salão paroquial da Paróquia São Francisco de Assis no Bairro Junco, a XIII Assembleia Geral Ordinária da Pastoral Familiar. Com o tema: “Toda a vida da família é um pastoreio misericordioso” (AL 322), o evento contou com a presença e participação de agentes de 14 paróquias e 4 Áreas Pastorais da Diocese de Picos. Também estiveram presentes os padres: Manoel Antônio de Moura - vigário paroquial na Área Pastoral São João Batista em Alagoinha do Piauí; Edivaldo dos Santos Silva – pároco da Paróquia São Sebastião em Patos Piauí; Francisco de Assis Sousa – pároco da Paróquia São José Operário em Picos; Sebastião Francisco dos Santos, anfitrião do evento, pároco da Paróquia São Francisco de Assis e o bispo Diocesano Dom Plínio José Luz da Silva. O encontro foi assessorado pelo seminarista Francisco Ramires Barros Moura. A programação teve inicio as 07:30h, com acolhida e credenciamento dos participantes. Na sequencia foi servido o café da manhã. As 08:30h, o casal Daniel Jorge e Maria Sátira deu inicio a oração de abertura da Assembleia. Logo em seguida, o casal Gleison Bezerra e Yonara Goveia, conduziu a apresentação dos participantes. Após este momento, o seminarista Francisco Ramires apresentou um panorama da Pastoral Familiar no Brasil. Entre outros assuntos, ele destacou a Exortação Apostólica Familiaris Consortio de São João Paulo II que deu origem ao Diretório da Pastoral Familiar no Brasil. Ele ressaltou também, a mais recente Exortação Apostólica Pós-Sinodal Amoris Lætitia do Papa Francisco, que destaca “a alegria do amor que se vive nas famílias”, (AL 1). Durante a exposição, Francisco Ramires enfatizou a necessidade de uma pastoral que não se feche em si mesma e que tenha a ousadia de ir ao encontro de outras pastorais, grupos e movimentos, tornado possível a tão sonhada pastoral de conjunto. MESA REDONDA Ao concluir o panorama que tratou da Pastoral Familiar no Brasil, foi formada uma mesa redonda com a presença dos casais: Gleison e Yonara, Wilson e Wayra; dos sacerdotes: Pe. Manoel Moura, Pe. Edivaldo Silva e com uma religiosa, a Irmã Mariana Silva para refletirem sobre a renovação da Pastoral Familiar na Diocese de Picos. Para nortear as reflexões foram apresentadas as seguintes indicações: 1) a evangelização dos esposos; 2) como evangelizar os filhos? 3) como evangelizar as famílias fragilizadas? 4) como construir uma Pastoral Familiar Missionária? Como resposta a primeira indicação, tornou-se consenso a estratégia das 4 visitas. Na primeira visita conhecer o casal; na segunda visita testemunhar a caminhada pastoral; no terceiro encontro informar as ações pastorais desenvolvidas na comunidade e no quarto encontro convidar o casal para conhecer de perto estas ações. Para o questionamento sobre a evangelização dos filhos foram apontadas algumas sugestões como: grupos de reflexões, com ênfase no discernimento vocacional; encontro de pais e filhos; oração com os filhos antes das refeições; o testemunho autêntico dos pais e organizar competições esportivas. Como resposta ao terceiro questionamento que trata sobre a evangelização de famílias fragilizadas, foram apontadas as seguintes indicações: primeiro, evite julgamento; segundo, busque aproximação e valorize o diálogo; terceiro, aponte para um caminho de amadurecimento na fé; quatro, seja coerente no falar e no agir. Por fim, como construir uma Pastoral Familiar Missionária? Entre as principais indicações destacam-se: a sensibilização e formação de agentes; despertar casais que frequentam a igreja, mas, não estão envolvidos nas ações pastorais; promover o diálogo junto aos grupos, pastorais, movimentos e serviços existentes na paróquia; e finalmente, diagnosticar, planejar, executar, avaliar e dar continuidade ao trabalho pastoral. Os integrantes da mesa redonda concluíram que para construir uma Pastoral Familiar missionária, é indispensável que o agente de pastoral tenha uma vida pautada no amor, tendo como referência a Palavra de Deus. Assim, cada agente de pastoral é chamado a “aprender a aprender com alegria”, para que esta alegria possa chegar ao coração de outras pessoas. PROPOSTA DE REGIMENTO Após o lanche, foram retomadas as atividades e o bispo Dom Plínio José motivou os participantes a permanecerem firmes no propósito de implantar e fazer acontecer às ações da Pastoral Familiar em todas as Paróquias e Áreas Pastorais da Diocese de Picos. Destacou ainda, a necessidade de se construir um regimento que possibilite a organização pastoral e que expresse a dedicação e o amor existente no coração do povo.  Em seguida, o Pe. Francisco de Assis Sousa fez a exposição de uma proposta de regimento, que foi previamente organizado pela Comissão Diocesana da Pastoral Familiar. Após a apresentação, foi solicitado aos representantes que ao retornar para suas paroquias, possam apreciar juntamente com o padre e os demais grupos, movimentos e serviços que trabalham com família, os artigos sugeridos no regimento. E a partir dessa apreciação, formular as sugestões que julgarem necessárias e encaminharem a Comissão Diocesana até o dia 31 de maio de 2018. SETOR FAMÍLIA O seminarista Francisco Ramires deu sequência às atividades, explicando a assembleia, o que é o setor família e como organiza-lo a nível diocesano e paroquial. De acordo com Ramires, não se trata de uma nova pastoral, mas, sim de uma aproximação entre representantes dos diversos grupos, pastorais, movimentos e serviços que se dedicam a causa da família.  Assim, todas as ações podem ser decididas em conjunto, evitando conflito de datas e otimizando o desempenho pastoral. O setor família também aponta para a necessidade de se construir uma pastoral de conjunto, ou seja, a realização de projetos comuns a todas as equipes envolvidas. Segundo Ramires, está experiência pode ser aplicada tanto a nível diocesano como a nível paroquial. AVALIAÇÃO E PLANEJAMENTO Ainda na parte da manhã, os participantes da assembleia foram motivados a avaliarem a caminhada e planejarem ações para 2018. Para facilitar as reflexões, os grupos foram divididos por zonais. Após o almoço, o representante de cada zonal foi chamado para apresentar as conclusões do grupo. Foram momentos marcantes de testemunhos, experiências e expectativas. Entre as principais ações destacam-se: a necessidade de implantação, a animação onde já existe e o acompanhamento permanente da Pastoral Familiar. Para o casal Gleison Bezerra e Yonara Goveia, a XIII Assembleia Diocesana da Pastoral Familiar trouxe bastante motivação a todos os agentes que participaram do evento. “Foi à primeira assembleia em que tivemos uma representação significativa com agentes de 14 paróquias e quatro Áreas Pastorais da Diocese de Picos, todos motivados em fortalecer a Pastoral Familiar em suas respectivas Paróquias e Áreas Pastorais”, afirma. CONCLUSÃO Considerando a demanda da Comissão Diocesana da Pastoral Familiar para este ano, e posteriormente, com o acompanhamento junto aos setores, Pré – Matrimonio, Pós – Matrimonio e Casos Especiais nas diversas Paróquias e Áreas Pastorais da Diocese de Picos, foi decidido pela ampliação da equipe Diocesana, ficando composta agora da seguinte maneira: Bispo: Dom Plinio José Dir. Espiritual: Padre Gregório Leal Assessora Religiosa: Irmã Mariana Silva Casal coord: Gleison e Yonara Casal vice – coord: Wilson e Wayra Casal Pré – Matrimônio: Petrônio e Valneide Casal Assessor: Casemiro e Amparo Casal Pós – Matrimônio: Artim e Leda Casal Assessor: Elineilton e Marilandia Casal Casos Especiais: Zico e Neguinha Casal Assessor: Gilson e Eliane Casal Secretário: Toizinho e Maria Finanças: Iva e o casal Jocinaldo e Célia Casal Assessor de Formação: Netinho e Walkercia Casal Assessor de Comunicação: Daniel Jorge e Maria Sátira Foi instituído também o casal ligação em cada zonal, para facilitar a comunicação entre a Comissão Diocesana e as comissões paroquiais. Zonal – I – casal Manim e Idalina – Catedral Zonal – II – casal Paquera e Joane – Paulistana Zonal – III – casal Adailton e Larissa – Pio IX Zonal – IV – casal Seu É (Evilásio) e Dos Santos – Ipiranga Zonal – V – Zonal – VI – casal Jodson e Loudes – São José Operário Zonal – VII – casal Carlos e Tâmara – Alegrete Zonal – VIII – casal Zé Filho e Maria das Graças – Patos Confira todas as fotos AQUI Por Daniel Jorge